AJUDA!

shutterstock_276803153-800x400.jpg

Você quer ajuda para diminuir o consumo de produtos animais ou para erradicar de vez? Ou quer se disponibilizar para ajudar alguém?

Preenche esse formulário aqui:

*** O FORMULÁRIO FOI RETIRADO PORQUE JÁ ESTAMOS NO PROCESSO DE COMEÇAR AS DUPLAS. VOLTE OUTRA HORA POIS VAMOS COLOCAR NOVAMENTE PARA UMA SEGUNDA FASE DA AJUDA***

Algumas regras:

– A ideia é formar pares. Vocês tem 1 semana para me enviar e eu vou juntar as pessoas. Assim que formar os pares eu vou enviar um email para ambos apresentando o seu match.

– Assim que receberem o email, a pessoa que for ajudar pode começar quebrando o gelo contando um pouco da sua jornada e dizer qual frequencia está disposta a conversar (pode ser todo dia, uma vez por semana, etc). Também devem combinar como será o contato… se por email, inbox do facebook mesmo, whatsapp, etc.

– Quero lembrar que ISSO NAO SUBSTITUI auxilio profissional, por favor. É mais para questoes de habitos, substituiçoes, duvidas simples, etc.

– QUEM OFERECE nao deve dar conselho sobre suplementaçao, ou qualquer coisa específica que seja necessário um profissional, por favor, use o bom senso.

– QUEM RECEBE a ajuda deve usar o bom senso também para mandar dúvidas e manter seu contato de acordo com a disponibilidade do seu “mentor”.

– Usem linguagem acolhedora, compreensiva e deixe espaço na cabeça aberta para compreender que nossas vivencias e experiencias sao diferentes. Isso serve para ambos.

– As vezes a pessoa só precisa conversar, falar das frustraçoes de tanta coisa chata que ouve sobre tentar ser vegetariana, quer auxilio de como responder algumas duvidas, etc.

OBA!

Eu também vou participar e vou ser match de alguém ❤

 

Advertisements

VEGANISMO 101: Baixe aqui!

Estou muito feliz que finalmente terminei de fazer um documento de 42 páginas que serve como ferramenta para uma iniciação ao veganismo e esclarece algumas dúvidas comuns sobre esse movimento do qual faço parte há cinco anos. Nele vocês poderão ler sobre motivações, razões, o que as pessoas dizem, como começar, um pouquinho sobre cada indústria que explora animais, um pouquinho sobre saúde e nutrição, ambientalismo, crianças veganas, balanceando nutrientes, sugestões, substituições, comidas veganas de diferentes culturas, dúvidas gerais, sugestões de livros e documentários e claro umas receitinhas simples para finalizar.

Screen Shot 2017-02-22 at 3.46.44 pm.png

 

Cadastre-se aqui para receber o PDF.

Como saber se eu estou produzindo leite suficiente?

Vi muito na semana que passou a notícia de uma mãe que diz “Se eu tivesse dado uma mamadeira pro meu filho, ele estaria vivo”, muitas notícias internacionais e agora vi reproduzida no Brasil também.

Primeiro, sinto demais pelo que essa mãe passou, não consigo pensar em nada pior do que perder um filho e ainda mais ter que conviver com essa culpa.

Mas é triste ver que uma certa indústria se aproveita desses acontecimentos para produzir notícias tendenciosas que visam manipulam as nossas opiniões. Se aproveita do sensacionalismo, da dor dessa mãe, da sensibilidade das pessoas e principalmente da insegurança das mães recém-paridas em nome dos seus próprios interesses, que desrespeito!

É só dar uma olhada no tipo dos comentários que essas notícias geram: “Insistir na amamentação é irresponsabilidade”, “Muitas mães não tem leite e resistem à formula, é o que essa sociedade julgadora faz”, “Nós sabemos que amamentar é o melhor, mas ser irresponsável é outra coisa”, e muitos outros que culpabilizam a mãe e jogam o ativismo da amamentação no fogo, um movimento que é tão urgente e necessário.

Corrigindo a realidade deturpada: A culpa não foi dessa mãe que “insistiu na amamentação”. A culpa foi dos profissionais de saúde que não eram capacitados o suficiente para orientá-la corretamente. Ela falou que teve amparo de enfermeiras e médicos e que quando saiu do hospital eles reafirmavam que estava tudo bem com o seu bebê, embora ele se apresentasse irritado o tempo todo.

i


Existem inúmeras maneiras de ter certeza que seu bebê está bem alimentado e que você está produzindo leite no início da vidinha dele, são algumas:

 No mínimo 6-8 fraldas (de pano) ou 5 descartáveis bem cheias a cada 24 horas. A urina deve ser inodora e praticamente incolor. Urina com cor forte é um sinal de que o bebê precisa mais leite e é necessário procurar orientação médica.

 Um bebê recém-nascido normalmente terá 3 fraldas sujas por dia nas primeiras semanas. Depois disso a tendência é diminuir. Poucas fraldas sujas é um sinal de que o bebê precisa mais leite e é necessário procurar orientação médica.

 Ganho de peso e ganho de medidas em comprimento e em circunferência da cabecinha.

Cor de pele saudável. Se você “beliscar” suavemente a sua pele, ela deve voltar ao lugar rapidamente.

 Seu bebê está alerta, razoavelmente satisfeito. No entanto, é normal que os bebês tenham dias em que se alimentam com mais freqüência.

 Também é normal que os bebês acordem para mamar durante a noite. Alguns bebês dormem durante a noite toda desde cedo enquanto outros acordam durante a noite por mais tempo.

É por esse tipo de notícia que quando chego para dar uma aula de amamentação, 95% das grávidas tem medo de não produzir leite suficiente. Acontecem casos que a mãe não produz leite e é para isso que os substitutos existem. Mas para que não ocorram fatalidades assim é que lutamos para fazer a informação sobre cuidados de recém-nascidos chegar o mais longe possível.

Essa criança foi vítima de um sistema ineficaz, que não manteve profissionais capacitados para orientar a sua mãe. Triste.